Muitos sentimentos e comportamentos ficam reprimidos no inconsciente, que faz parte na psiquê e não é percebido pelo consciente, mas mobiliza muita energia vital que pode ser usada para o crescimento e não para suprimir esses conteúdos. Isso causa atrasos na evolução, prosperidade, causando auto-sabotagem, medo, insegurança, procrastinação e comportamentos contraproducentes, como por exemplo projetar esse conteúdo em outras pessoas e apontar isso sem se perceber que está dentro de si. A nossa sombra não é ruim, ela se torna nociva quando é suprimida. A boa nova é que  possível se conscientizar do conteúdo oculto nessas sombras, a nossa parte que não é tão bonita e não gostaríamos de mostrar. Elas contém o que consideramos como inaceitável ou aquilo que poderia nos ameaçar se fosse revelado. Sendo uma energia viva, que faz parte da pessoa, ela deseja fazer parte e sair do esconderijo, ela vem à tona em algum momento da vida.  É possível trazer o que reside na sombra sem esforço e integrá-lo na consciência através da auto-observação, olhando-se com honestidade, amor e compaixão. Admitir que esse pensamento ou sentimento está ali e aceitá-lo, pois tudo a que se resiste persiste. Com o tempo e processo de auto-observação humilde consegue-se transmutar essa energia para positiva, trazendo luz e proveito da energia represada nas sombras. Além ajudar a compreender os defeitos ou falhas nas outras pessoas, o que trás o poder da compaixão para com os outros.

Existe um outro aspecto que se acaba suprimindo, sem perceber. É tudo aquilo que não vivemos ou aproveitamos, todas as potencialidades suprimidas.

NULL